Arquivo da categoria: Convidados (as)

De deixar de ser (I)

Quando as coisas se aproximam do final Como esta música que desgasta ouvidos – ano de dragão – Sessenta anos do ator global Sandra de Sá procurando gelo e fogo Labareda da saudade – fogo da paixão  – A música … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as), encontros | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Texto postado no blog: De Camila Góes

(http://camila-entrequatroparedes.blogspot.com) Recebendo Juliana Hollanda Conheci Juliana Hollanda ou Jupy, como eu a chamava nos tempos de colégio, no 2º Grau. Desde então a sintonia apareceu. Duas apaixonadas por textos, além de nos vermos todos os dias, ao menos de segunda … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as), Uncategorized | Deixe um comentário

eu escrevo para esquecer. “esquecer é uma função da memória tão importante quanto recordar”, creio ter ouvido de algum bêbado num mafuá ou boteco qualquer, não lembro. Na ocasião havia o tempo de me apegar às lembranças a ponto de … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as) | Deixe um comentário

Autorretrato

Auto-Retrato do Outro Para Juliana Hollanda A dor de partir reside no fato De se pensar príncipe, Sendo apenas sapo. É, pensando ser eterno, Ser apenas rabiscos no caderno Só imagem, Eu constato. Tudo soa tão real, Mas você é … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as) | 1 Comentário

Re: sobre amigos e bolas de gude (I)

to JUJU alone by myself eu também gosto de beber sozinho a solidão nunca me espanta nem me deixa deprimidinho quando dói, não é ela quem dói mas a falta que me faz companhia e me atrapalha minha estadia entre … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as), poesia, SÉRIE | Deixe um comentário

E daí que acaba? (Marcelo Rubens Paiva)

Saiu no Estadão:“Não aguento mais ouvir uma voz feminina afirmar com amargura e rancor que não quer mais se casar. As muitas seguidoras de Paulo Mendes Campos acreditam que, se o amor acaba, para que começar outro. São aquelas que … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as) | 1 Comentário

aí vai uma coisa que gosto em mim: a capacidade de ser cruel. e uma coisa que não gosto em mim: é que quando sou cruel com os outros acabo sendo cruel comigo. Luiz Felipe Leprevost em notas para um … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as) | Deixe um comentário