Arquivo do mês: dezembro 2010

“os nossos sonhos serão verdade. o futuro já começou…”

Retrospectivas e resoluções são sempre difíceis de fazer, ao menos para mim. Tarefas exaustivas e enlouquecidas. Angustiantes mesmo(!), porque por mais que a gente ache que sempre é a mesma coisa, entra ano, sai ano… é sempre novo, diferente, único! … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | Deixe um comentário

“hoje é um novo dia, de um novo tempo…”

E neste clima natalino que toma conta da gente: eu desejo a todos os amigos  que: os clichês, as idiossincrasias, as cafonices, os “mimimi’s” e os “nho nho nhoin’s” continuem a fazer parte do dia-a-dia, porque a amizade é a … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Fragmentos – Um poema de Natal

“Não valem os momentos. Vale o histórico das relações. Mas o histórico é feito do acúmulo de momentos. Valem os momentos. “ Luiz Felipe Leprevost De vez em quando me pego ainda cantarolando: “aqui é sensacional… a gente come cachorro … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

um respirar fundo, fôlego e (sobre)vida (XIX)

“só merecemos a lei da infinita e silenciosa highway. não sabemos onde estamos e nem para aonde vamos; nós só precisamos ir. sem motivos, nem objetivos, só precisamos viver” Infinita Highway – Engenheiros do Hawai   o vento bate nos … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | 2 Comentários

Sobre Natal, saudade, encontro, carros e casas da Barbie

E essa Beatriz Provasi que mais uma vez me leva a fazer reflexões… Esse fim de semana ela postou um texto no blog dela: http://numanoitequalquer.blogspot.com falando sobre o Natal e em como ela pediu um carro da Barbie quando criança … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, madame KAOS, papai, perdas, SÉRIE | 1 Comentário

sobre o a(ma)r – poemas e frases ao vento (III)

“Não valem os momentos. Vale o histórico das relações. Mas o histórico é feito do acúmulo de momentos. Valem os momentos.” – Luiz Felipe Leprevost – todos verão; na cidade da quase neve bonequinhos invisíveis com floquinhos encantados encasacados cariocas … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | Deixe um comentário

um respirar fundo, fôlego e (sobre)vida (XIV)

como num filme tudo é começo inesperado deste lado aqui deste lado da tela sobem ainda os créditos não sabemos o desenrolar da história, mas o desejo de um não fim – feliz – sinto em mim e em ti … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário