Arquivo do mês: agosto 2010

apenas sobre o nada, o tédio ou o amor (IV)

ver você chorando me dói muito é como se me arrancassem um dente sem anestesia ver seu nariz  ficar vermelho e as lágrimas que escorrem para eu poder secar me dilacera o peito o cafuné que faço não acalenta nem … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

in the box

Quem ama não engana; cuida! Não descuida. Reclama um pouco quando inflama o coração, mas passa rápido. Dodói de amor sara com beijinho, abraço e cheiro no cangote. Dodói do amor amado é florzinha que desabrocha com sorriso e mão … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

apenas sobre o nada, o tédio ou o amor (III)

ao pintar a vida com letras escorre tinta da pena tal qual líquen do caule da flor escorrem angústias no papel de um futuro ainda não escrito tenho medo de perder esse amor conquistado à duras penas e com ele … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | 3 Comentários

out of the box (IV)

“Os fantasmas bebem comigo quando a lua vem Eu abro a minha porta todas as noites Eles aparecem e se apropriam das poltronas coçam meus pés e bebem meu vinho” – Mário Bortolotto imaginar o passado -do outro- não me … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário