Arquivo do mês: maio 2009

Sobre cafuné e canções de ninar (III)

Para Nietzsche e Tiça (o sol deste poema) medo não leva à nada além de desespero e angústia um peso muitas vezes impossível de ser carregado por ombros largos de encantamento num coração estreito de desejo -azul e rosa como … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

Sobre sorrisos e um dia de sol (IV)

olhar para você é como estar num oceano -perdida- longe da costa num navio sem âncora -sem bote- sem saber nadar num mar bravio com grandes ondas -afundo- meus pés fazem cócegas nos peixinhos e dançam como bailarinas no Municipal … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

Soneto 43 – Elizabeth Barrett Browning (1806-1861)

De quantas formas eu te amo? Deixa-me contá-las.Amo-te profunda e largamente, e tão alto quantoAlcança a minha alma, quando perco de vistaOs propósitos do Ser e os ideais da Graça.Amo-te tanto quanto as menores necessidadesDo dia-a-dia, seja à luz do … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as) | Deixe um comentário

Fofura!!!!

Meu coração lá de longefaz sinal que quer voltar Já no peito trago em bronze:NÃO TEM VAGA NEM LUGAR. Pra que me serve um negócioque não cessa de bater? Mais parece um relógioque acaba de enlouquecer. Pra que é que … Continuar lendo

Publicado em Convidados (as) | Deixe um comentário

Sobre sorrisos e um dia de sol (III)

longe de vocêos dias passam-arrastados- parecem animais-sem patas-e rastejam-por uma terra imunda-à procurade um alimento-inexistente- tal qualum Paísdistanteou uma faca-afiada- que dilacera-pica em pedaços-abre feridas ou um idioma-sem domínio-que não entendemos -estar sem você-é como estar perdido ao mesmo tempo … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

Very Nice…

Rules:a. Type your answer to each of the questions below into Flickr Search (http://www.flickr.com/).b. Using ONLY the first page, pick an image.c. Copy and paste each of the URLs for the images into Mosaic Maker. Change rows to 3 and … Continuar lendo

Publicado em memme | Deixe um comentário

Sobre insônia ou lindos sorrisos (II)

faz frio deste lado da janela enquanto o sol derrete a imensidão -que caminha- por entre árvores -lá fora- mãos geladas – cabeça que dói– na impossibilidade de te ver hoje -talvez- para respirar preciso do seu sorriso, menino -da … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário