Arquivo do mês: fevereiro 2011

Sobre amar

Para Justo D’ ávila um desenho no caderno e o desejo de encontrar-me – só – em um meio tão conturbado teu sorriso no retrato emociona e faz sorrir estás tão perto e uma vontade louca quase insana de te … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | Deixe um comentário

Das coisas que não aprendemos na escola (I)

  o gosto do álcool elevado à qualquer potência   qualquer uma daquelas que tenha aprendido na aula de matemática que faletei   aquela que poderia ser minha fuga da segunda chamada do inegável zero da recuperação   não sei … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

De todas as coisas que não fazem sentido (II)

lágrimas secas eu nua à sua frente lua que brilha na tela do computador   palavra escrita vale mais que falada; eu sei. mas não sou covarde de guardar em mim tanta coisa por dizer   prefiro escrever à gritar, … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

De todas as coisas que não fazem sentido (I)

Da série: (Desa)bafos não é profundo e nem tem fundamento alimentar amores do passado não são alimento já foram cagados desceram com a descarga pelo vaso sanitário os vestígios que possam ter ficado no cu já dissolveram com o papel … Continuar lendo

Publicado em SÉRIE | Deixe um comentário

Poema pobre, mas nem por isso menos nobre (I)

amar não pode ser uma disputa de opiniões, de gênero, número ou grau amor não funciona quando os egos se contradizem não pode existir amar se sobram palavras por dizer se precisar de porquês o amor é simples e pode … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | Deixe um comentário

Do que se escuta por aí (I)

uma combustão desmedida e inauguras o mundo – disse – me uma vez um português desconhecido um estágiário, talvez. de repente fossem os dois deveras sentimentais na facilidade de estarmos no mesmo lugar por algumas eleições ou emoções. tenho a … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | Deixe um comentário

sobre mostrar os dentes (I)

  poemas mentais perdidos enjoam como excesso de perfume que impregna grito preso sonho engasgado como um “boo” sem susto uma lubrificação sem creme sem aquele suquinho de laranja no café da manhã sem aquela qualquer bebida que molha tudo … Continuar lendo

Publicado em Ju & Juju, SÉRIE | Deixe um comentário