apenas sobre o nada, o tédio ou o amor (IV)

ver você chorando me dói muito

é como se me arrancassem um dente

sem anestesia

ver seu nariz  ficar vermelho

e as lágrimas que escorrem

para eu poder secar

me dilacera o peito

o cafuné que faço

não acalenta nem um terço da sua tristeza

profunda

o seu choro é doído

e vem da alma

você chora com a alma

e eu

de mãos atadas

sem conseguir me mexer

minhas mãos presas com algemas

o meu coração sendo mordido

por um leão

te ver chorar me dói demais

me derrete

o seu choro é como gelo sem sombra no deserto

o seu choro

me machuca

quando eu me machuco

eu choro

o seu choro me entristece

porque eu sei que nada do que eu faça

ou fale

vai modificar a sua dor

o seu choro

me faz chorar

Anúncios
Esse post foi publicado em SÉRIE. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s