Sobre cama, mesa e banho (VII)



Adoro o jeito que você me cheira de manhã.

Parece conferir sua presença em mim como um animal faminto e ciumento.

Dormi com seus braços de travesseiro e o seu corpo se esfregou ao meu por toda a madrugada e inclusive agora a pouco.

Você cheira minha pele e quando a gente percebe, começou tudo de novo. É difícil frear a vontade de continuar, mas precisamos tomar banho e café, mas eu não sei porquê a gente sente fome, sede precisa se alimentar.

Mais cinco minutos, por favor… me abraça.

Não quero lavar você de mim.

Anúncios
Esse post foi publicado em SÉRIE. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s